28 fevereiro 2009

NO C.A.O. ...

… o 11ºB esteve a realizar os primeiros preparativos da dança de hip-hop. No início alguma hesitação, quem é que começava… alguns alunos revelaram-se tímidos… Então a Cátia, decidida, assumiu o comando do ensaio dos primeiros passos e esteve muito bem. Escolheu passos simples e bem ao ritmo da música. Os utentes do C.A.O. mostraram-se muito empenhados em aprender e rapidamente entraram na coreografia. De seguida, o Carlos também quis mostrar os seus dotes de dançarino e todos nós tentamos imitá-lo. Depois foi a vez do Vítor que através de um jogo de braços encenou uma alegre coreografia. Todos se divertiram muito. (18/02/09) … o 12ºB levou a sua boa disposição e apresentou um novo projecto realizado pelo Joel: uma peça de teatro baseada no livro “O Memorial do Convento” de José Saramago. A peça chama-se “O Memorial do C.A.O.” e será apresentada na nossa escola. Momentos felizes: (27/02/09)


O Nuno e o Carlos a trocarem informações do telemóvel.



O Carlos quis mostrar como…


... se mascarou no Carnaval.


Uma piada do Tuna…


O Vítor a cantar uma música nova…



… e os merecidos aplausos.

26 fevereiro 2009

JOGO DOS PAÍSES

Hoje o 7ºE esteve a rever a localização dos países e o nome das respectivas capitais, desta vez trabalhamos o continente Africano.
Nada melhor para este tipo de actividade que recorrer ao jogo do dado: é colocado um placar no quadro que funciona como tabuleiro, onde os alunos, que acertarem na localização exacta do país, vão avançando o número de casas que o dado apresentar. O tabuleiro revela algumas “ratoeiras”, pois muitas vezes leva os jogadores a recuarem casas.
É uma forma divertida de treinar a localização, já que os discentes têm que encontrar os países no mapa e dar exemplos de outros que façam fronteira

23 fevereiro 2009

OLIMPÍADAS DE GEOGRAFIA

(Estas professoras de geografia não param…) A procura de conhecimento sem a obrigatoriedade de ter que se ser avaliado permite-nos distinguir um bom aluno. As docentes de geografia lançaram-se a uma nova actividade: as Olimpíadas de Geografia. Cada mês será apresentada uma questão, uma para o 3º ciclo e outra para o secundário, que os alunos, voluntariamente, poderão responder. Trata-se de questões de cultura geral geográfica e exigem alguma investigação na pesquisa da resposta correcta. As soluções deverão ser colocadas numa caixa existente na nossa Biblioteca até ao final do mês. As perguntas do mês de Fevereiro são:


3º CICLO:

Quais os movimentos que a Terra executa? Para responderes correctamente, deverás: - referir em que consiste o movimento de rotação e translação daTerra; - referir a duração de cada movimento; - referir as consequências destes movimentos; - elaborar um esquema (desenho) sobre o movimento de translação (identificar os equinócios e solstícios).

SECUNDÁRIO:

O que é o mar Aral? Para responderes correctamente, deverás: - referir o que é o mar aral; - referir em que continente se localiza, entre que países e quais as coordenadas geográficas;

- referir as causas do seu desaparecimento.

22 fevereiro 2009

CONCURSO: ROSA-DOS-VENTOS

A construção da rosa-dos-ventos é sempre recolhida com entusiasmo pelos alunos, que apelando à sua criatividade e aos conhecimentos aprendidos na aula elaboram os seu projecto. Este ano eu e a Adelaide decidimos lançar o concurso: uma rosa-dos-ventos por turma. E, assim, a partir de uma base igual entregue a cada grupo turma, os alunos terão que recorrer à sua imaginação e criar a sua rosa de orientação. Aguardamos expectantes os resultados!

14 fevereiro 2009

ELEMENTOS DA ESFERA TERRESTRE

A localização absoluta corresponde à localização de um lugar em função de um sistema de referência universalmente aceite.
Para que se pudesse localizar com exactidão um lugar à superfície da Terra, foi necessário criar ou utilizar algumas linhas imaginárias que nos ajudam e servem de referência.

Conhecemos, então, os elementos da esfera terrestre:
O Globo roda em torno de um eixo imaginário é o Eixo da Terra:
Eixo da Terra – linha imaginária, em torno da qual a Terra executa o movimento de rotação, passa pelo centro da Terra e toca em dois pontos: Pólo Norte e Pólo Sul.

Equador – linha imaginária que é perpendicular ao Eixo da Terra e a divide em dois hemisférios: Norte e Sul.

Meridiano – linha imaginária que passa pelos Pólos e é perpendicular ao Equador e a divide em dois hemisférios: Ocidental e Oriental.
O Meridiano principal ou de referência é o de Greenwich. Este passa pelo observatório de Greenwich em Londres.

Paralelo – linha imaginária paralela ao Equador.
Há quatro Paralelos importantes: Trópico de Câncer (23º27’N); Trópico de Capricórnio (23º27’S); Círculo Polar Árctico (66º33’N); Círculo Polar Antárctico (66º33’S).

A este conjunto de linhas, os Paralelos e os Meridianos, dá-se o nome de rede cartográfica ou geográfica.

Os alunos aprenderam os elementos da esfera terrestre e fizeram o seu esquema no caderno diário. Também tiveram a oportunidade de ver a separação dos hemisférios Norte/Sul e Oriental/Ocidental em dois globos de plasticina e, desta forma, compreender a importância do Equador e do Semimeridiano de Greenwich como linhas de referência.

13 fevereiro 2009

7ºB

O 7ºB pediu e aqui estão eles no Blogue da professora.
Meninos toca a sorrir...




















09 fevereiro 2009

ROSA-DOS-VENTOS

O João resolveu brindar-me com este poema sobre a rosa-dos-ventos. Como sempre muito criativo!

Para te localizares
A rosa-dos-ventos vais ter de usar

Norte, sul, este, oeste
São os pontos cardeais
Nordeste, sudeste, noroeste, sudoeste
São os colaterais

Com esta informação
É uma razão
Para não te perderes
E encontrar a localização

João Pereira, nº12, 7ºD

O João muito concentrado no seu trabalho.

06 fevereiro 2009

REGIÕES TURÍSTICAS EM PORTUGAL

Os alunos do 12ºB dinamizaram um conjunto de trabalhos em PowerPoint sobre as regiões turísticas em Portugal.
Pequenos excertos:

Costa verde - “Nesta região podem-se encontrar todas as tonalidades de verde nas colinas, nos montes e férteis vales, onde a agricultura é rica graças às chuvas que fazem desta a zona mais verde de Portugal.”

Montanhas - que insere o distrito da Guarda: “No Nordeste da Serra da Estrela, a serra mais alta do país, situa-se a cidade mais alta de Portugal, a 1056 metros de altitude: a cidade da Guarda. Foi fundada em 1197 para funcionar, basicamente, como uma fronteira de guarda (daí o seu nome) e tem um aspecto bastante austero.”

Costa de prata – onde encontramos os barcos moliceiros: “nas extremidades do barco situam-se painéis decorativos que são muito característicos. As pinturas ou uma mensagem escrita retratam temas românticos, religiosos ou profissões uma verdadeira arte popular. Nenhum desenho se repete.”

Planícies – onde “a renda é uma obra de arte e de paciência. Uma arte a que as mulheres dos pescadores se dedicam enquanto esperam com ansiedade pelo regresso do seu homem são e salvo das lides do mar. Sines e Santiago do Cacém são exemplos de cidades onde esta arte é elaborada.”
Os alunos trouxeram algumas rendas idênticas às elaboradas nesta zona, feitas pela mãe do Joel.

Costa de Lisboa – onde conhecemos “a boca do Inferno é uma majestosa cova realizada pelo mar nas rochas. É mundialmente conhecida pelo espectáculo que mostra a força do mar contra a costa nos dias de temporal.”

Algarve – “O Algarve confina a norte com a região do Alentejo (sub-regiões do Alentejo Litoral e Baixo Alentejo), a sul e oeste com o Oceano Atlântico, e a leste o Rio Guadiana marca a fronteira com Espanha. O ponto mais alto situa-se na Serra de Monchique, com uma altitude máxima de 902m (Pico da Fóia).”

Parabéns pelas apresentações foram criativos e, apesar de não haver disponibilidade de utilização do multimédia possibilitando, deste modo, uma melhor visualização dos slides, conseguiram cativar a atenção. Continuem!