05 março 2009

ESTADO DE TEMPO E CLIMA

Os alunos aprenderam a distinguir estado de tempo de clima: o primeiro refere-se ao conjunto de condições atmosféricas que se verificam num determinado lugar, num curto período de tempo e o segundo ao conjunto de estados de tempo existentes numa dada região na sua sucessão habitual.
A propósito dos estados de tempo foram recordados alguns provérbios populares relacionados com o tempo. Aqui ficam alguns exemplos:
“Em Março cada dia chove um pedaço”
“Abril águas mil”
“Fins de Agosto dá frio no rosto”
“Dezembro frio, calor no estio”

O início da abordagem da variação da temperatura, como elemento do clima, teve em conta os movimentos de rotação e translação da Terra.
O movimento de rotação é o movimento que a Terra executa em torno do seu eixo imaginário e que dura cerca de 24 horas (23h e 56m) e é responsável pela sucessão dos dias e das noites e pela variação da temperatura ao longo do dia; o movimento faz-se de oeste para este, ou seja, no sentido directo e à velocidade de 1675 km/h.
O movimento de translação é o movimento que a Terra executa em torno do Sol (tem a duração de 365 dias e 6 horas) e a inclinação do eixo da Terra faz com que esta não tenha sempre a mesma posição em relação ao Sol e descreva o seu movimento aparente anual entre os trópicos de Câncer (23º 27´N) e de Capricórnio (23º 27´S). Deste modo, além das estações do ano, este movimento determina a duração dos dias e das noites, assim como o número de horas de Sol recebidas (insolação).

Os alunos visualizaram uma simulação destes movimentos, recorrendo ao globo e ao uso de um candeeiro (simbolizando o sol), que permitiu explicar a variação da incidência dos raios solares na superfície terrestre durante os solstícios e os equinócios. Com a ajuda de uma lanterna os discentes conseguiram perceber de que forma a inclinação dos raios solares altera a temperatura durante o dia.

2 comentários:

Anónimo disse...

espero bem que isto me ajude

Anónimo disse...

Vou ter de decorar isto tudo oh my good!